Parasita, o mais recente filme sul coreano do diretor Bong Joon-ho (Okja, expresso do amanhã, entre outros) estreou recentemente no Brasil e já podemos dizer que é um filme com um potencial incrível. Vencedor do Palma de ouro em Cannes em 2019, é um promissor filme que vai aparecer nas premiações em breve.

O filme retrata a vida da família de Ki-taek, que estão desempregados e vivem de forma precária. O filho adolescente de Ki-taek, Ki-woo recebe uma indicação de um amigo para dar aula de inglês para uma menina de uma família muito rica, a partir daí ele enxerga uma possibilidade da família toda ser inserida em um plano de ascensão social caótico que a princípio dá até certo, mas que vai trazer consequências para todos.

Parasita retrata bem a desigualdade de classes, o pobre e o rico, mostra quem está em cima e quem está em baixo, de uma forma concreta e visceral. O cenário explora bem essa desigualdade, assim como, os planos de câmera, que faz a gente se sentir sufocado na casa subterrânea da família Taek e ao mesmo tempo uma agulha no palheiro na mansão da família Park.

Parasita é pretensioso e acerta em muitos detalhes, transita por vários gêneros de uma forma impecável sem parecer forçado nem exagerado. Em alguns momentos tem drama, depois se torna uma comédia, caminha pelo suspense e pelo terror, de forma que um ponto alto é a trilha sonora, acredito que foi difícil de executar essa parte do filme, mas eles acertaram em tudo.

O elenco está incrível, as atuações estão brilhantemente perfeitas, destaque para o Song Kang-Ho (o pai da família Ki-taek). De cara simpatizamos com todos, ao mesmo tempo que não torcemos para ninguém torcemos para todos. Quando você pensa que está entendendo para onde o filme ta te levando, ficamos impactados com o rumo que as coisas vão tomando. É surpreendente.

Pode ser um filme que não agrade todo mundo, por ser um pouco lento em alguns momentos, mas é uma obra que traz muitas reflexões, desde a desigualdade na pirâmide social, como quem ta em cima nem se interessa em saber o que acontece com quem está embaixo, além de mostrar as diversas camadas de uma relação parasitária, questionando o papel de cada um nessa relação e deixando no ar, quem está explorando quem?

Parasita é um dos melhores filmes de 2019, se você não viu ainda corra para ver. De preferência sem procurar nada, nem ver trailer, só vá assistir, você não vai se arrepender.